Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Nota de pesar: falecimento do Prof. Ruy Fausto (1935-2020)

Nota de pesar: falecimento do Prof. Ruy Fausto (1935-2020)

Ruy Fausto (1935-2020)

Neste 1o. de maio, morre em Paris o filósofo Ruy Fausto, aos 85 anos de idade. Ele morreu em seu apartamento, vítima de um ataque cardíaco, enquanto tocava piano.

Ruy era professor emérito do Departamento de Filosofia da USP, ao qual retornara nos anos 80, quando a ditadura finalmente agonizava. Ele fora forçado pela ditadura a se exilar, ainda nos anos 60; como outros brasileiros, fixara residência no Chile, onde lecionou por alguns anos, até ser novamente forçado a se exilar, vítima de outra ditadura, a de Pinochet. Fixou então residência em Paris, onde defendeu tese e lecionou até a aposentadoria, na Universidade Paris VIII. De meados dos anos 80 até o fim, dividiu seu tempo entre Paris e São Paulo.

Ruy é um dos grandes estudiosos do marxismo e da dialética, autor de uma trilogia fundamental Marx : Lógica e Política, uma obra de referência. Mas ele jamais limitou sua atuação à investigação filosófica. Tinha também a paixão do debate público, o que fez ao longo de todas essas décadas. Ruy foi um crítico severo da deriva da esquerda no autoritarismo, em qualquer de suas formas. Como bom dialético, jamais consentiu na separação entre meios e fins, e em sua atuação pública sempre buscou a “reunião difícil entre uma crítica intransigente do capitalismo e uma exigência democrática sem concessões”, como prega em sua Apresentação a recém-lançada revista Rosa, seu último projeto de participação no debate público.

Ruy fará muita falta nesses tempos sombrios não só pela lucidez, pela firmeza de suas posições, mas também por sua generosidade e afabilidade. Era excelente contador de histórias, um piadista de primeira, que também amava fazer troça de sua autodeclarada hipocondria, um filósofo que ria de si mesmo.